terça-feira, 21 de dezembro de 2010

I° Curso de Formação - CERTIFICADOS

Queridos particpantes do I° Curso de Formação de Arte Educadores em Espaços Culturais de Brasília::
A Vanguarda avisa que os Certificados encontram-se à disposição na Secretaria do Museu Nacional.
Os mesmos ficarão disponíveis neste local até o dia 16 de Janeiro de 2010.
Lembramos o horário de funcionamento do Museu das 09:00h às 18:30h.
Att,
Equipe Vanguarda.

terça-feira, 16 de novembro de 2010

CERTIFICADOS - I° Curso de Formação de Arte Educadores em Espaços Culturais de Brasília

Avisamos a todos que participaram do Curso, que os Certificados estão em fase final de impressão e dentro em breve estarão disponíveis. O local e a data de entrega serão informados aqui no blog e através de e-mail. Segue a lista dos participantes. Salientamos que nem todos deixaram e-mail pára contato, assim, se seu nome esta na lista e você não recebeu e-mail de confirmação entre em contato: vanguarda.arte@gmail.com

Att,


Equipe Vanguarda.

Alen Guimarães
Ana Maria D. Frade
Andrea Barbosa Prado
Antônio Veloso de Faria Neto
Antônio Balleno Silva
Azanak Benedita S. Rodrigues
Betilde M. dos S. Ferreira
Bruna Lenehr
César Achkar Magalhães
Charlleny Fernandes
Danielle Dumoulin
Ellen Krohn
Elisa Mariana Santos
Erenilza Carvalho da Silva
Érica Barros
Filipe P. e Stoppa
Francisca P. Caravellas
Maria Consuelo Gomes da Silva
Nina Ortof
Jailson Dantas Ramalho
Jefferson Prado e Souza
João Guilherme Alves Bastos
Juliana A. da Rocha
Lucia Mafra
Maria de Fátima Marques
Maria Geisimar Arraes dos Santos
Maria Celeste Lima Vieira
Maria Inês Alves de Souza
Nayara Alves da Silva
Nina Trindade
Priscila Rocha
Patrícia G. P. Fonseca
Renata Rinaldi
Renilson dos S. Bomfim
Rodrigo Fernandes
Rosa Leite Melo
Rosiani de Moraes Gadelha
Ruth Batista
Sandra M. F. Batista
Sandra R. Rosa da Silveira
Verônica Moreira Neto
Maria Tânia Primo Mendes
Tatiana Berioska Poiato Vieira
Zélia Oliveira

domingo, 24 de outubro de 2010

9° ENCONTRO INTERNACIONAL DE ARTE E TECNOLOGIA



9° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia

Departamento de Artes Visuais - UnB

APRESENTAÇÃO Introdução

O primeiro encontro de arte e tecnologia de Brasília foi realizado, em 1989,no auditório Dois Candangos da Universidade de Brasília. Naquele momento ocorreu também a primeira exposição como parte constituinte e indissociável
do evento principal. Nos 20 anos seguintes, a expansão do interesse acadêmico pela relação entre arte, ciência e tecnologia, possibilitou colocar Brasília como pólo irradiador de reflexões acadêmicas trazendo para a cidade importantes representantes da área como Gilbertto Prado, Lúcia Santaella, André Parente, Roy Ascott, Edmond Couchot, Priscila Arantes, Sandra Rey, Ettiene Delacroix, André Parente, Tania Fraga, Cleomar Rocha, Milton Sogabe, Lúcia leão, Monica Tavares, Chantal Dupont, Maria Beatriz de
Medeiros, Yara Guasque, Martha Gabriel, entre outros.
As duas últimas décadas mostraram que a relação tem provocado fascinantes experiências e transformações no âmbito da arte que emprega meios computacionais e de telecomunicações, propondo mudanças radicais nos processos criativos, na percepção, no ambiente em que vivemos e no campo da estética.

Em 2010, o 9° Encontro Internacional de Arte e Tecnologia (#9ART): sistemas complexos artificiais, naturais e mistos mostrará como os sistemas computacionais são, em alguns casos, análogos às comunidades ecológicas naturais, uma vez que são complexos, sinergéticos, abertos, adaptativos e
dinâmicos. Incluem componentes computacionais interagindo entre si e com o meio computacional. Como ecossistemas computacionais suas espécies surgem e crescem em constante evolução, buscando equilíbrio interno entre seus elementos e suas interações. As espécies computacionais formam comunidades espontâneas e interagem com o meio ambiente. Uma espécie computacional como, por exemplo, os aparelhos celulares, no contexto da arte computacional, consistem de um hardware (como o corpo de uma espécie biológica) acoplado ao seu software associado (simular a vida de uma espécie biológica). No ambiente computacional, assim como no biológico, as espécies computacionais vivem e se reproduzem.

Pretende-se destacar neste encontro que as interações entre espécies computacionais, intra-espécies computacionais e natureza são significativas no contexto artístico. A metáfora biológica é recorrente nos sistemas complexos computacionais artísticos. Assim como o encontro, a exposição intitulada Arte Computacional, mostrará o resultado de pesquisas desenvolvidas por renomados artistas da área. A criação artística encontra o seu espaço de produção nos campos das tecnologias atuais, arte como tecnologia, como dizia Julio Plaza. Inscreve-se num meio eco-social, politizado e culturalmente desafiador, em
terrenos movediços, como a própria arte da atualidade mundializada. Dentro desse contexto, o encontro analisará, ainda, conceitos como território e cultura, materialidade e imaterialidade e confrontá-los com as novas noções
oriundas dos meios computacionais, como a noção de trabalho colaborativo, compartilhado em co-autoria, de interator/usuário, de sistema, de virtualidade, de artificialidade, de simulação, de interface, de hipertextualidade, de ubiqüidade, de pervasão, e de interatividade, a fim de articular e atualizar os discursos sobre as áreas de atuação de pesquisas e produções artísticas.

Objetivo Geral

Promover, divulgar e comparar as pesquisas artísticas e tecnocientíficas realizadas nos principais centros de pesquisa do país e do exterior inseridas nos meios de comunicação, galerias e museus para contribuir com a
reflexão, com a formulação de teorias e com a história da arte atual.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010




O IRD, a Embaixada da França no Brasil, a Aliança Francesa de Brasília e Daniel Briand, têm o prazer de convidar para a 3ª edição do "Café Científico de Brasília": "Diasporas, Quilombos, Brasil Africano".

Segunda-feira 25/10 às 19h no Restaurante "Daniel Briand" (104 NORTE, Bl. A)

Profissionais do IRD, da UnB e do SEPPIR vão apresentar 3 curtas palestras para o público em geral, que alimentarão um debate entre todos os participantes.
Durante as palestras, o público degustará preparações culinárias de Daniel Briand.
Tudo acontecerá em um ambiente aconchegante e informal.

Compareçam!

Resumo das palestras e CV dos palestrantes no link : http://www.brasil.ird.fr/spip.php?article4742


Seminário de estudos sobre restauração arquitetônica:
“Técnicas analíticas e de diagnóstico de bens culturais: experiências italianas recentes”

Docente convidado: Prof. Dr. Nicola Santopuoli
Local: FAU-Maranhão
Dias 4 e 5 de novembro de 2010, das 15:00 às 19:00
Vagas Limitadas

No quadro das atividades da disciplina de pós-graduação “AUH 5816: Metodologia e Prática da Reabilitação Urbanística e Arquitetônica”, sob a responsabilidade das Profas. Dras. Beatriz Mugayar Kühl e Maria Lucia Bressan Pinheiro, e do protocolo executivo de cooperação didático-científica entre a FAUUSP com a Faculdade de Arquitetura “Valle Giulia” da Università degli Studi di Roma “La Sapienza”, será realizado um seminário de estudos sobre restauro na FAU-Maranhão, aberto também a um público mais amplo de interessados.
O evento contará com a presença do Prof. Dr Nicola Santopuoli e será voltado à discussão das contribuições das ciências para a restauração, analisando suas aplicações na prática, ou seja, relaciona-se diretamente com os objetivos do programa de cooperação das instituições, a saber: aprofundar aspectos teórico-metodológicos do restauro e sua repercussão técnico-operacional nas intervenções.
04.11. A contribuição da ciência para o restauro: o papel da inovação tecnológica para o diagnóstico e para o projeto de intervenção
05.11. A cor no restauro urbano: estudos, experiências e o estabelecimento de critérios operacionais.

Professor Responsável: Nicola Santopuoli
Arquiteto, professor do Departamento de História da Arquitetura, Restauro e Conservação de Bens Arquitetônicos da Facoltà di Architettura Valle Giulia della Sapienza Università degli Studi di Roma. Sua atividade científica e didática dos últimos anos foi voltada para: aprofundamento de aspectos teóricos da restauração, com repercussão também em âmbito arqueológico; levantamento, seja através de métodos tradicionais ou com tecnologia avançada, e diagnóstico aplicados ao estudo de bens arquitetônicos, arqueológicos e artísticos; projeto e experimentação de dispositivos inovadores no campo da restauração. Possui vasta experiência profissional no campo de restauro, em que se destaca a sua atuação em várias itnervenções em Pompéia. De sua numerosa produção bibliográfica recente, citam-se os capítulos (de 2008) sobre técnicas analíticas e de diagnóstico e de levantamento de cor no campo dos bens culturais escritos para o Trattato di Restauro Architettonico, organizado por Giovanni Carbonara, os trabalhos sobre a conservação das paredes internas da Domus Aurea, a organização do livro Storia e teoria del restauro delle opere d‟arte (Pisa: Felici Editore, 2008), os textos sobre levantamento e diagnóstico em Pompéia e os estudos sobre materiais e cor na arquitetura monumental.
Apoio / Patrocínio: Pró-Reitoria de Pós-Graduação da USP; Università degli Studi di Roma “La Sapienza”, Comissão de Pós-Graduação FAUUSP.

Inscrições: fauusp.sapienza@gmail.com

DESIGN E INOVAÇÃO: MENSAGENS E PRODUTOS PARA AMBIENTES SUSTENTÁVEIS

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

EXPERIÊNCIAS DE VIDA



Exposição de Médicos Sem Fronteiras, agora em Brasília, mostra brasileiros na ajuda humanitária.
Fotos e vídeos contam a história dos profissionais em países devastados por catástrofes, fome, conflitos e epidemias
Agora no Shopping Conjunto Nacional em Brasília, a exposição Experiências de Vida reúne histórias de profissionais brasileiros que levam ajuda humanitária a lugares remotos do planeta.
A organização internacional Médicos Sem Fronteiras estruturou a exposição em quatro totens, que são seus eixos de atuação (catástrofes, fome, conflitos e epidemias), equipados com paineis e aparelhos de MP4. Nesses totens, o visitante pode ouvir os relatos desses brasileiros que deixaram o país, família e amigos pelo ideal da ajuda humanitária. Nos depoimentos gravados pelos profissionais, o visitante sente a emoção que eles vivem, trabalhando em situações extremas perto dos que mais precisam.
A interatividade é a tônica da exposição que vai além das fotografias. Um monitor touchscreen navegável de 50 polegadas com o mapa mundi com as fotos dos brasileiros em missão permitirá ao visitante clicar nas fotos. Fazendo isso, é possível saber informações sobre o trabalho realizado pela organização em mais de 60 países. Os visitantes também poderão gravar uma mensagem de incentivo para qualquer um dos brasileiros em ação.
Todo o conteúdo da exposição está disponível no site Experiências de Vida (www.experienciasdevida.org.br), e lá também é possível gravar mensagens para os profissionais. As mensagens gravadas ficam disponíveis no site. Os autores dos vídeos recebem um link e são estimulados a divulgar seus vídeos nas redes sociais (Twitter, Facebook, Orkut). Os vídeos mais vistos ganharão brindes de MSF e serão exibidos na exposição física.
Em funcionamento até o dia 12 de novembro na capital do país, a exposição que já foi exibida no Rio de Janeiro e obteve mais de 15 mil visitas, vai em seguida para São Paulo.

Evento: Exposição Experiências de Vida
Local: Shopping Conjunto Nacional (ala Norte, piso 1)
Data: 13 de outubro a 12 de novembro
Visitas monitoradas: segunda a sábado, das 11 às 20 horas
Entrada: Grátis

CORPUS - A EXPOSIÇÃO




“CORPOS – A EXPOSIÇÃO” REDUZ OS PREÇOS DOS INGRESSOS PARA R$30,00 A INTEIRA E R$15,00 A MEIA-ENTRADA, A PARTIR DO DIA 21 DE AGOSTO (SÁBADO) Mostra já foi visitada por cerca de 15 milhões de pessoas no mundo. Até o final da temporada, “CORPOS - A Exposição”, montada em cerca de 7.000 m² na OCA do Parque do Ibirapuera, em São Paulo, estará com preços reduzidos. A partir de 21 de agosto (sábado) os visitantes que quiserem conhecer a mostra – que já foi vista por aproximadamente 15 milhões de pessoas em cidades dos EUA e Europa, sendo três milhões em Nova York – vão pagar R$30,00 a inteira e R$15,00 a meia-entrada. A exposição, pela primeira vez na América do Sul reunindo acervo com 20 corpos e 250 órgãos reais, ficará em cartaz até o dia 26 de setembro. Em 2007, outra versão da exposição com corpos reais esteve na capital paulista, atraindo cerca de 450 mil visitantes à OCA. A realização do evento no Brasil é da Egg Produções, de Stephanie Mayorkis, em parceria com a Premier Exhibitions e a S2BN Entertainment. Mudanças - São duas as principais diferenças dessa exposição em relação à “Corpo Humano – Real e Fascinante”, anteriormente apresentada no Brasil. A primeira é que os visitantes verão os corpos expostos em poses que demonstram o movimento, como de um jogador de futebol, rugby, tênis e maratonista. Essas posições atléticas, simulando a atividade física, demonstram como o corpo funciona de dentro para fora. A outra mudança diz respeito ao avanço do processo de dissecação. Em “Corpos – A exposição” são utilizadas as mais avançadas técnicas de dissecação e preservação polímera (polimerização), desenvolvidas pela equipe do diretor médico da mostra, Dr. Roy Glover (prof. emérito de Anatomia e Biologia Celular da Universidade de Michigan), conferindo maior realismo às peças.“Nesse processo, o tecido humano é permanentemente preservado usando silicone emborrachado líquido, que é tratado e endurecido. O resultado final é uma amostra preservada em nível celular, demonstrando com perfeição a complexidade de ossos do corpo, músculos, nervos, vasos sanguíneos e órgãos”, explica Dr. Glover.
Educação - Com seu caráter prioritariamente educativo, a mostra permite uma melhor
compreensão de como maus hábitos ou doenças podem interferir no funcionamento do corpo. Por exemplo, um pulmão saudável colocado ao lado de um pulmão escurecido pelo hábito de fumar, fornecendo uma comparação mais poderosa que qualquer imagem de um livro ou texto. Visitantes poderão ver amostras de órgãos que sofreram infarto, câncer, dieta pobre e outras patologias, oferecendo a possibilidade do grande público ter acesso a materiais que anteriormente estavam disponíveis somente aos profissionais de medicina. Setores - A exposição é dividida em nove setores para representar cada sistema do organismo humano: "Esqueleto e suas mais de 100 juntas”, evidencia o papel condutor e regulador do "Sistema Muscular"; a velocidade impressionante de comunicação das células do "Sistema Nervoso"; a utilização do oxigênio pelo "Sistema Respiratório" e os processos químicos e mecânicos que compõem o "Sistema Digestivo". A combinação única dos cromossomos do óvulo e do espermatozóide e a formação embrionária podem ser vistas no "Sistema Reprodutor", setor que fica diretamente ligado à área destinada ao “Desenvolvimento Fetal”. Já no "Sistema Circulatório" o visitante poderá conhecer a manutenção da vida pelo complexo fluxo sanguíneo e, por fim, a preservação de um corpo saudável graças aos
avanços das pesquisas médicas e tecnológicas, representada em "O Corpo Tratado". Neste último segmento, são lembrados ainda o desenvolvimento dos equipamentos que auxiliam os médicos na sala de cirurgia, com um corpo representando a visão de uma ressonância magnética.

CORPOS – A EXPOSIÇÃO – REDUÇÃO DE PREÇOS A PARTIR DE 21 DE AGOSTO
Preço: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia-entrada). De 0 a 2 anos grátis
Meia-entrada: obrigatória a apresentação do documento previsto em lei que comprove a
condição de beneficiário. De 0 a 2 anos grátis
OCA - Parque Ibirapuera (Portão 3). Avenida Pedro Álvares Cabral s/nº

Período: de 21 de maio a 26 de setembro de 2010
Horários: de segunda à sexta das 10h às 20h (acesso à exposição até as 19h). Sábados, domingos e feriados das 9h às 20h (acesso à exposição até as 19h)

Recomendação etária: Livre (menores de 12 anos deverão estar acompanhados pelos pais ou responsáveis)

Capacidade de público limitada de acordo com as normas de segurança.
Site oficial: www.corpos-sp.com.br
www.facebook.com/corpos.exposicao
www.twitter.com/corpos_sp
www.formspring.me/corpos
Agendamento de Escolas – Diverte Cultural
11-3883-9090
atendimento@divertecultural.com.br

SERVIÇO DE VENDAS
Bilheteria Oficial OCA, Parque do Ibirapuera
Horários: De segunda à sexta das 9h às 19h. Sábados, domingos e feriados das 8h às 19h

Tickets for Fun (sujeito a taxa de conveniência)
Call Center 4003-5588 – (número nacional) para vendas e informações
Horário de atendimento: De segunda a sábado das 9h às 21h.
www.ticketsforfun.com.br

Assessoria de Imprensa
Sylvio Novelli – Assessoria em Comunicação
Com Sylvio Novelli ou Fausto Cabral
11 3806-1636
sylvio@sylvionovelli.net (cel: 11 9231-3211)
fausto@sylvionovelli.net (cel: 11 9855-8144)

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

EXPOSIÇÃO: 'ARTES, OFÍCIOS E FOTOGRAFIAS'




A exposição apresenta trabalhos resultantes da oficina “Artes, Ofícios e Fotografias”, realizadas entre 01 e 29 de setembro de 2010, no Centro de Preservação Cultural CPC-USP. O objetivo desta oficina foi oferecer aos alunos uma formação básica quanto ao manuseio de equipamentos fotográficos e produção de fotografias, por meio de reportagens fotográficas focadas na documentação de artes e ofícios variados.

Buscou-se, assim, valorizar o patrimônio cultural imaterial constituído pelos conhecimentos dos mestres e artesãos, privilegiando suas oficinas e locais de trabalho, registrando os gestos de seus ofícios, os materiais, os instrumentos, os estilos, as redes de transmissão e aprendizagem, entre outros aspectos.

Fotografias: Vários autores
Curadoria: Éric Brochu

ENTRADA GRATUITA

ABERTURA
27 de outubro de 2010 das 17h30 às 20h

VISITAÇÃO
28 de outubro a 10 de dezembro de 2010
segunda a sexta-feira das 10h às 16h

LOCAL
CPC-USP Casa de Dona Yayá
Rua Major Diogo, 353 - Bela Vista

Informações tel 11 3106-3562 cpcpublic@usp.br www.usp.br/cpc programação sujeita a alteração sem aviso prévio.

I CURSO DE FORMAÇÃO DE ARTE-EDUCADORES EM ESPAÇOS CULTURIAS DE BRASÍLIA - FOLDER

I CURSO DE FORMAÇÃO DE ARTE-EDUCADORES EM ESPAÇOS CULTURIAS DE BRASÍLIA - CARTAZ

sábado, 9 de outubro de 2010

IV Mostra Internacional de Curtas Diferentes Olhares do Mundo




V Edição do festival de Curtas

Nesta 4ª edição da Mostra Internacional de Curtas “Os Diferentes Olhares do Mundo”, o tema escolhido é dos mais interessantes : “Diversidade Étnica e Cultural”. As novas tecnologias têm aproximado os povos e permitido uma “hibridação cultural e
étnica”, levando os seres humanos a refletir sobre as coisas que os aproximam e os separam. Organizada pela produtora Pavirada Filmes, esta programação de curtas-metragens de vários países trata da pluralidade da humanidade e defende o direito à diferença.

De 22 a 24 de outubro, sempre às 20h, no Cine Brasília, localizado na EQS 106/107 Sul. Classificação indicativa 12 anos. Entrada franca. Informações: (61) 3244-1660.


Sexta-feira, 22 de outubro.

Haruo Ohara, de Rodrigo Grota, Brasil (PR), 2010, 16 minutos.
Muzica in Sange, de Alexandru Mavrodinean, Romênia/França, 2010, 16'.
Madagascar - carnet de voyage, de Bastine Dubois, França, 2009, 12'.
Les Maitres Fous, de Jean Rouch, França, 2005, 12'.
Rap, O Canto da Ceilândia, de Adirley Queirós, Brasil (DF), 2005, 15'.
D'Une Rive a L'autre, de Maxime Desmons, Canadá, 2009, 17'.

Sábado, 23 de outubro.

Alijuna, de Cristina Escoda, Colômbia/Inglaterra, 2010, 18'.
Daughters, de Chloé Zhao, China/EUA, 2009, 9'.
A Perm, de Ran-hee Lee, Coréia do Sul, 2009, 18'.
Procurando Madalena, de Ricardo Salles Sá, Brasil (ES), 2010, 26'.
Las Pelotas, de Chris Niemeyer, Argentina/Suíca, 2009, 14'.
Rua da Escadinha, de Márcio Câmara, Brasil (CE), 2003, 18'.


Domingo, 24 de outubro.

Imbé Gikeguy, cheiro de Pequi, de Fábio Menezes, Brasíl (PE), 2006, 36'.
The Bridge, de Philipp Wolter, EUA, 2009, 16'.
Âme Noire, de Martine Chartrand, Canadá, 2001, 11'.
Territórios, de Mônica Baptista, Portugal, 2009, 11'.
Karai Norte, de Marcelo Martinessi, Paraguai, 2009, 18'.
A Noite por Testemunha, de Bruno Torres, Brasil (DF), 2009, 26'.

Local : Cine Brasilia 105/107 Sul
Ver o programa : www.diferentesolhares.com.br
www.paviradafilmes.com

Entrada franca

EXPOSIÇÃO: A Biodiversidade é vida, é nossa vida!



Exposição itinerante sobre a biodiversidade

Em homenagem ao lançamento do Ano Internacional da Biodiversidade (AIB) e a ocasião da Semana Nacional da Ciência e Tecnólogia (18 de outubro ao 24 de outubro), a Embaixada da França de Brasilia propõe uma grande exposição na Esplanada dos Ministerios intitulado “A Biodiversidade é a vida, é nossa vida!” Esta exposição bilingue francês/português, composta de 42 painéis ilustrados e 10 ateliers interactivos, produzida pela UNESCO, e traduzida em portugûes pela Embaixada da França no Brasil, define a biodiversidade de maneira simples e lúdica. Possibilita, por meio de exemplos, a compreensão da íntima relação que os seres humanos mantém com todos os organismos vivos presentes ao seu redor, além das consequências do modo contemporâneo para os equilíbrios frágeis que são os ecossistemas. Uma versão dessa exposição vai ser apresentada na Universidade Federal do Goiás (UFG), de 1° ao 6 de novembro, a ocasião do Simpósio Internacional sobre soberes locais, biotechnologia e dinâmicas territoriais (SINBIOTEK).

Local : Esplanada dos Ministerios
Visitas das 8h00 as 19h00. Quarta-feira 20 de outubro das 8h00 as 21h00
Informações : Embaixada da França em Brasília - 061 3222 3873
http://semanact.mct.gov.br/index.php/content/view/3223.html
www.biodiversite2010.fr

Entrada franca

CINEMA : Ciclo A França no Olhar do Brasil




Ciclo de filmes franceses com legendas em português

O processo de Joana d’Arc (Le procès de Jeanne
d’arc)França 1962, duração 65'. De Robert Bresson. Com Florence Delay, Jean-Claude
Fourneau, Roger Honorat. Bresson reconstitui o julgamento e a execução de Joana d'Arc, servindo-se de documentos históricos. Ao lado de A Paixão de Joana d'Arc, de Dreyer, esta é a mais genial e fascinante versão cinematográfica do martírio dessa importante figura da história da humanidade. Filme escolhido por Carlos Diegues Como parte do projeto “A França no Olhar do Brasil”, o Serviço Audiovisual da Embaixada da França apresenta uma seleção dos melhores clássicos franceses escolhidos pelos grandes nomes do cinema brasileiro. Em Brasília, todas as sessões são apresentadas pelo cineasta, professor e crítico Sérgio Moriconi.

Local : Espaço Le Corbusier da Embaixada da França no Brasil.
SES Av. das Nações, Quadra 801, Lote 04 – Informações : www.cinefrance.com.br/selecaocinema
De terça-feira 19 de outubro

Entrada franca

Brasilia-Chandigarh – Patrimônio Moderno



Exposição do fotógrafo francês Stephane Herbert

A proposta do autor é levar o observador a establescer uma comparação entre a arquitetura e o traçado das duas cidades, perceber a “estética da fluidez” de Brasilia e o “espaço indizível” de Chandigarh, como costuma dizer Stéphane Herbert. As 30 fotografias também revelam a identidade de pensamento entre o brasileiro Oscar Niemeyer e seu mestre Le Corbusier – figura central na formação de Niemeyer.
Construídas no mesmo período, essas cidades se aproximam também pelas suas situações. Símbolo da modernidade nos contrafortes do Himalaia e capital nascida nos platôs virgens do Planalto Central brasileiro, Chandigarh e Brasília sintetizam modernidade e aspectos naturais.

Inauguração dia 6 de outubro às 19h. Visitas de terça a domingo, das 9h00 às 18h30.
Local: Sala 2 do Museu Nacional do Conjunto da Republica.
Informações : 3325.5220
Entrada franca

PLANTU no Brasil: exposição do cartonista francês




Desenhista e cartunista, o francês Plantu trabalha há 38 anos no jornal Le Monde. Muito conhecido pelas suas caricaturas políticas e sociais, seus desenhos já foram objeto de diversas exposições no mundo todo. Plantu têm três objetivos: criar uma “excitação” gráfica, provocar sorriso no leitor e fazê-lo refletir. Em 1991, Plantu encontrou-se com Yasser Arafat, que desenhou uma Estrela de David e assinou a imagem.
Um ano depois, Plantu consegue fazer com que Shimon Peres assinasse o desenho. Pela primeira vez, os dois líderes assinaram o mesmo documento. O acontecimento é o início da fundação criada por Plantu, a Cartooning for Peace, que luta pela defesa de
expressão e pela liberdade de imprensa no mundo. A exposição reúne desenhos de Plantu e de Cartooning for Peace sobre a vida politica francesa, a política internacional, a América Latina. 23/09 a 08/10 : Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) do Conjunto Cultural da Republica (2° andar).

Visitação diariamente, das 9h00 às 21h00 e Sábado e domingo das 9h00 às 18h00.
19/10 a 06/11: Espaço Cultural E.Silva da Aliança francesa de Brasilia (SEPS 708/907, Av. W4 Sul)

Segunda a sexta das 9h00 às 20h, e Sabado das 9h00 às 12h00.

Entrada franca / classificação livre

www.plantu.net

Marc Riboud: retrospectiva da carreira do fotógrafo francês




Considerado um dos ícones da fotografia francesa, Marc Riboud expõe a partir desta sexta-feira (10) imagens de seus mais de 50 anos de carreira na Caixa Cultural Brasília (DF). A mostra "Marc Riboud - Fotógrafo", que fica em cartaz até 13 de outubro, reúne 61 fotos.

“Imagens encomendadas ou fotos espontâneas, há 50 anos Marc
Riboud percorre o planeta como repórter e viajante que não gosta de
correr. Quem conhece seu trabalho sabe do seu gosto pela surpresa,
sua simpatia pelas pessoas. Contra a violência, suas fotos revelam o
prazer do olhar.”

Os registros em exibição foram feitos durante sua peregrinação pelo leste do globo, incluindo passagens por China, Tibete, Argélia e Vietnã do Norte. A mostra conta ainda com fotos realizadas durante a recente viagem do fotógrafo ao Brasil. Riboud esteve no país em 2009, passando pelas cidades de Porto Alegre e Rio de Janeiro.
Em 2010, a mostra “Marc Riboud - Fotógrafo” já havia passado por Fortaleza, Recife e Salvador. Depois de Brasília, ela segue para o Rio de Janeiro.

Fotojornalismo

Marc Riboud nasceu em 1923 na cidade de Lyon. Ele fez parte do grupo de profissionais da agência Magnum que, a partir dos anos 1950, adotou o fotojornalismo como um meio de expressão artística. Além de Riboud, passaram pela agência Cartier-Bresson, Robert Capa, o polonês David Seymor --radicado nos Estados Unidos-- e o inglês George Rodger.

O fotógrafo já realizou exposições em diversas cidades do mundo, como Paris, Londres, Nova York, Pequim e Hong Kong. Também fez a cobertura das independências na Argélia e na África negra e reportagens nos Vietnã do Sul e do Norte. Riboud também foi tema de duas retrospectivas: na Maison Européenne de la Photographie de Paris (2004) e no Museu da Vida Romântica, também em Paris (2009).
________________________________________
"MARC RIBOUD - FOTÓGRAFO"
Quando: de 10 de setembro a 13 de outubro de 2010. De terça-feira a domingo, das 9h às 21h
Onde: Caixa Cultural Brasília - Galeria Principal (SBS Qd. 4 lote 3/4 -- anexo do edifício Matriz da Caixa)
Quanto: Grátis
Inf.: 0/xx/61/3206-9448 (agendamento de visitas monitoradas no 0/xx/61/3206-9892
De terça a sexta, das 9h às 12h e das 14h às 21h)

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

II Festival Internacional de Arte e Mídia - 2010




Com o patrocínio da Petrobras, através do Programa Petrobras Cultural, e incentivo cultural do Ministério da Cultura, o Festival Internacional de Arte e Mídia chega a segunda edição em 2010
O II Festival Internacional de Arte e Mídia (FAM|2010) parte de Brasília (DF) para o mundo para fortalecer o debate sobre as culturas digitais e promover a disseminação de novas linguagens que aliam arte e tecnologia. Além do Portal www.redefam.com.br, o II FAM 2010 promoverá ações presenciais – Simpósio, Exposições e Programa de Residência e Oficinas Artísticas -, a serem realizadas ao longo do mês de novembro de 2010, na capital federal.
A idéia do Festival é estimular o intercâmbio entre artistas multimídia, a criação aberta e coletiva, além de criar espaços interativos para as pessoas que normalmente não vivenciam essas expressões em seu cotidiano. A programação em seus diversos formatos envolverá trabalhos relacionados a Comunidades Virtuais, Vida Digital, Arte para Web e Celular, Nano Art, Bioarte, Game Art, Art-Hacker, Performance em Telepresença, Realidade Virtual e Aumentada, Mídias Locativas, Música Eletrônica, Vídeoarte, Política Cultural para a Arte Digital, Software e Hardware Livres. Multiplicidade e interação são as palavras-chaves.
O portal redefam.com.br é o principal espaço para execução e convergência do Festival. Nele estão sendo construídas e atualizadas, permanentemente, ferramentas de interatividade descentralizadas, tais como Rede Social, Fórum, Galeria Virtual, Blogs e Dicinário Wiki de termos colaborativos. O RedeFAM foi criado para ser um ponto de encontro, de referência, de debates e de exposições virtuais que contribuam para o fomento e a disseminação da produção em arte com novas tecnologias.

INSCRIÇÕES ABERTAS
O II FAM 2010 comunica às Universidades, Faculdades e Escolas de Artes, pesquisadores, professores, artistas multimídia e demais interessados, que se encontram disponíveis os editais para inscrição de artigos e grupos de trabalhos para o Simpósio, de projetos para o Programa de Residências e Oficinas Artísticas e de trabalhos para o Ciclo de Exposições em Arte e Tecnologia.
O FAM Simpósio será um espaço para a discussão sobre os mais variados temas sobre a Arte e Mídia na contemporaneidade. O pesquisador, artista, professor ou estudante interessado em inscrever seu trabalho deve indicar em qual tema ele se insere. Serão aceitas pesquisas relacionadas à Comunidades Virtuais, Arte Robótica, Jogos Eletrônicos, Hacktivismo, Device Art, Webarte, Interfaces, Música Eletrônica, Política Cultural para as Artes e Culturas Digitais, entre outros. O encontro acontece nos dias 17, 18 e 19 de Novembro de 2010 na Biblioteca Nacional de Brasília.
O FAM Residência consiste em promover o diálogo entre as linguagens artísticas e ações educacionais desenvolvidas pelo Ponto de Cultura COEPI (Comunidade Educacional de Pirenópolis-GO) e a arte produzida a partir de novas tecnologias. Será oferecida bolsa-auxílio de R$ 6,1 mil para os dois projetos de pesquisa selecionados. A residência tem duração total de 20 dias e será realizada de 01 a 15 de novembro, em Pirenópolis/GO e, de 16 a 20 de novembro, em Brasília, onde os residentes devem ministrar ainda, oficinas temáticas em instituições educacionais e culturais locais.
O FAM Exposição promoverá mostras de obras de Arte e Tecnologia e espaços alternativos, ao longo do mês de novembro de 2010, nas cidades de Brasília/DF, Anápolis/GO e Pirenópolis/GO, em locais como parques ecológicos, ruas, praças, estações de transportes coletivos, shopping centers e escolas. Além das exposições em espaços físicos, os trabalhos poderão ser selecionados apenas para exposição na Galeria Virtual do FAM, no portal www.redefam.com.br.
Os editais e as fichas de inscrição estão disponíveis no portal www.redefam.com.br.

PROGRAMAÇÃO DO FAM 2010
- Portal www.redefam.com.br lançamento 20 de Agosto
Espaço Virtual de criação, produção, difusão e convergência de conteúdos, artistas e pesquisadores da arte e tecnologia, novas mídias, arte e cultura digitais.
- Simpósio 17, 18 e 19 de Novembro
Encontro de pesquisadores e artistas para a discussão e troca de idéias e experiências em Arte e novas tecnologias, mídias, arte e cultura digital, e política cultural para artes e culturas digitais. Local: Biblioteca Nacional de Brasília. Inscrições até 30 de setembro de 2010.
- Exposição ao longo do mês de Novembro
Mostra de trabalhos selecionados em arte e tecnologia, realizada em diferentes espaços urbanos, nas cidades de Brasília/DF e Anápolis/GO. Reunirá trabalhos selecionados pelo FAM e os trabalhos/resultados dos processos desenvolvidos no programa de Residências e Oficinas Artísticas. Inscrições até 11 de outubro de 2010.

- Programa de Residências e Oficinas Artísticas 01 a 20 de Novembro
Contemplará dois artistas selecionados por meio de edital para desenvolverem, junto ao Ponto de Cultura COEPI (Comunidade Educacional de Pirenópolis-GO), processo(s) artístico(s) que envolvam os saberes e técnicas da comunidade local com as experimentações e pesquisas em arte e tecnologia propostas pelos residentes. O resultado desses processos se somará às oficinas artísticas, a serem ministradas pelos residentes em Brasília em entidades voltadas para a arte-educação. Inscrições até 20 de setembro de 2010.
- Livro/Catálogo Fevereiro de 2011
Em formato impresso e digital com o registro de todas as ações do II FAM, com textos, fotografias e vídeos.
- Anais do Simpósio Fevereiro de 2011
Artigos dos autores participantes do simpósio publicados e disponibilizados em formato digital.

DIREITOS AUTORAIS – LICENCA CREATIVE COMMONS
O redefam.com.br é um portal que produz, agrega e dissemina informações sobre Arte e Tecnologia junto a uma rede de parceiros. Todo conteúdo associado ao Festival Internacional de Arte e Mídia (FAM|2010) tem os direitos autorais orientados pela Licença Creative Commons (CC) – Atribuição Uso Não-Comercial – Compartilhamento pela mesma licença.
Canais do FAM
Portal -> www.redefam.com.br
FAM no twitter -> www.twitter.com/FAM3000
FAM no Facebook -> http://www.facebook.com/pages/FAM/144111875619324
FAM no Youtube -> http://www.youtube.com/user/RedeFAM
FAM no Orkut -> http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=2690407534358827464
FAM no Flickr -> http://www.flickr.com/redefam

Assessoria de imprensa
Email: redefam@gmail.com
Contatos: Angel Luis | Tel: (61) 9657 4042
Tamara Costa | Tel: (61) 9951 0209
Entrevista: Gabrielle Correa | Tels: (61) 9161 3898/ 9303 6992

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

DANILO GENTILI: POLITICAMENTE INCORRETO




DANILO GENTILI: POLITICAMENTE INCORRETO é um show de Stand-up comedy, gênero que revelou Danilo, sobre política e políticos.
O show é inedito e está sendo escrito para ser apresentado uma única vez, na ante-vespera da eleição. O show vai fazer piada com os presidenciaveis, candidatos, incoerências do processo eleitoral brasileiro, escândalos dos últimos anos, personalidades políticas, enfim, ninguém vai escapar do humor anárquico de Danilo Gentili.
A abertura do show fica a cargo de Fábio Silvestre, humorista Paranaense com o seu personagem "Ninguém", um político picareta. Uma participaçao especial de Rogério Morgado, comediante paulista, vai surpreender o público ainda na fila.
Ria deles, antes que eles riam de você!


Dia: 01/10
Horário: 17h e 21h
Local: Villa-Lobos, Teatro Nacional
Ingressos: R$ 70 (inteira) e R$ 35 (meia)
Ponto de venda: Baco em pedaços (303 Sul); Grande Muralha (108 Norte) ou na bilheteria do teatro.
Informações: 3325-6256

MUSICAL ORFEU




Musical com texto e letras de Vinicius de Moraes e músicas de Tom Jobim.
Vinicius de Moraes transportou para as favelas cariocas, num feriado de carnaval, a história de amor de final trágico entre Orfeu e Eurídice. No musical, Orfeu, um sambista que vive no morro, filho de um músico e de uma lavadeira, apaixona-se por Eurídice. A paixão entre Orfeu e Eurídice desperta o ciúme e o desejo de vingança em Mira, ex-namorada do sambista, que leva Aristeu, apaixonado por Eurídice, a matá-la.
O espetáculo, segundo o produtor Gil Lopes, trata do desejo humano do amor acima da vida e da morte, um tema que sempre foi explorado na poesia de Vinicius de Moraes. Orfeu discorre sobre a paixão humana, a obsessão sem limites que ela gera e como ela contamina tudo que está a sua volta. Inspirado em um dos mais belos e trágicos mitos da civilização ocidental, o espetáculo ganha um tom de modernidade conferido pela visão poética de Vinícius. Uma visão que reafirma a paixão como um dos mais nobres sentimentos humanos.


Datas: 8, 9 e 10 de outubro
Horários: Sexta e sábado, às 21h, e domingo, às 19h30
Local: Teatro Nacional – Sala Villa-Lobos
Ingressos: Sexta: R$ 120,00 (inteira) e R$ 60,00 (meia)
Sábado e domingo: 140,00 (inteira) e R$ 70,00 (meia)
Ponto de venda: Bilheteria do teatro. A partir do dia 27 de setembro.
Não recomendado para menores de 16 anos.
Informações: (61) 3325-6239

MINHA MÃE É UMA PEÇA




Para esse espetáculo, o ator Paulo Gustavo, construiu ao longo do tempo, uma colagem de suas observações domésticas e vivenciais, tecendo um espectro desses humores femininos, gestos, trejeitos, falas, atitudes, achaques e ataques, numa minuciosa observação que resultou numa comédia bastante divertida, com o cuidado de não resvalar para o caricatural. É este o universo da personagem que, na falta de trabalho e romance e entre uma conversa e outra com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a amiga confidente, quase enfarta por causa de um tênis que o filho deixou fora do lugar. O que falta em simpatia a Dona Hermínia, sobra em graça. A personagem é divertidíssima. Bom para a platéia; afinal, rir dessas mulheres é um bom modo de não enlouquecer junto com elas.

Data: 02 de outubro de 2010
Horário: 19h
Local: Teatro Nacional – Salla Villa Lobos

Ingressos*: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia)

* Valores sujeitos à alteração sem aviso prévio.

Ponto de venda: bilheteria do teatro.

Informações: 3325-6256 / 3325-6239 / 9117-1071.

Não recomendado para menores de 12 anos.

SHOW DO GREEN DAY



Doze anos após sua última passagem pelo Brasil, o Green Day, um dos principias expoentes do gênero punk rock no mundo, estará de volta ao Brasil. Com 20 anos de carreira, o Green Day já vendeu cerca de 25 milhões de discos em todo o mundo e ganhou quatro prêmios Grammys. Formada pelo vocalista e guitarrista Billie Joe Armstrong, pelo baixista Mike Dirnt e pelo baterista Tre Cool, já lançaram 10 albuns – o último deles 21st Century Breakdown, chegou às lojas em maio do ano passado, e já na primeira semana ocupou o topo da lista dos mais vendidos da revista Billboard. Este foi o primeiro disco lançado pela banda desdeAmerican Idiot, de 2004, que ganhou dois prêmios Grammys e emplacou cinco singles.


Data: 17 de outubro de 2010

Abertura dos portões: 19h

Horário do show: 21h

Local: Ginásio Nilson Nelson

Ingressos*:

- Pista premium - R$ 340,00 (inteira) e R$ 170,00 (meia)


- Pista/Cadeiras - R$ 240,00 (inteira) e R$ 120,00 (meia)


- Arquibancada - R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia)


Pontos de venda:

- Central de Ingressos - Brasília Shopping

- Lojas Mormai

- www.livepass.com.br

- Call Center: 4003-1527 (Os ingressos adquiridos pelo site e call center são acrescidos de taxa de conveniência de 15% (quinze por cento) sobre o valor do ingresso e taxa de entrega por compra, conforme a região de entrega).

Não recomendado para menores de 14 anos.

ESCAMBAU - FEIRA DE TROCAS

CONTATO E IMPROVISAÇÃO



Workshop de Contato e Improvisação com Hugo Leonardo


Data: 8 a 10 de outubro

Local: Espaço Cultural Renato Russo, 508 Sul

Horário: Sexta-feira das 19h às 22h e Sábado e Domingo das 10h às 13h e 14h30 às 18h

Investimento: R$120,00 (Carga horária: 16h)


CHAVES PARA O CONTATO IMPROVISAÇÃO


O Contato Improvisação esquiva-se de definições precisas, ainda que conte com quase 40 anos de desenvolvimento. Desenvolvimento descentralizado, espalhado pelos quatro cantos do mundo, criando pequenas comunidades de habilidades e modos, sujeito a diferentes perguntas, inquietações e necessidades.

Não é oferecida uma formação para o Contato Improvisação em nenhuma parte. A "formação" se dá (e nunca se conclue) no curso das atividades da comunidade, através dos festivais e dos workshops onde alguém se propõe a partilhar algumas de suas "chaves" e experimentos. O treinamento para o Contato Improvisação se dá em "feira", em intercâmbio, onde o "mercado" mais informal - e não por isso menos rico - está nas jams. Aí tambéms as "chaves" circulam.

Eu proponho a idéia de "chave" para o lugar do uso da palavra "técnica", uma vez que essa aponta para um lugar de definições e objetivos de uma concretude um tanto alheia à natureza dessa prática. A "técnica" traz em si a clareza de onde quer chegar, a "chave" se concentra na porta e preserva incertezas e a descoberta no território para o qual a porta se abre.

Nesse workshop estarão sendo colocadas em pauta algumas dessas "chaves" que tenho acumulado, pesquisado, inventado em aulas e jams, na "feira" da comunidade internacional do Contato Improvisação.


HUGO LEONARDO
Dançarino com atuação acadêmica e em dança contemporânea, coordena o Projeto EmComTato – Prática e Pesquisa em Contato Improvisação, em atividade na cidade de Salvador desde 2003 (http://emcomtato.blogspot.com). Como pesquisador, performer e professor da técnica do Contato Improvisação, tem atuado em encontros e festivais internacionais a exemplo do Contact in Rio (2008/2010), ECITE – European Contact Improvisation Teachers Exchange (Inglaterra 2009/Finlandia 2010), Transformando pela Prática (Florianópolis, 2009, 2010), Disseminação Em Contato (Brasília, 2010), Ibiza Contact Festival (Espanha, 2010), Freiburg Contacfestival (Alemanha, 2010). Com apoio do Prêmio FUNARTE de Dança Klauss Vianna 2009, acontece sob sua idealização e direção artística o EmComTato Residência Artística e Festival Internacional de Contato Improvisação de Salvador (junho 2010).

CONTATO PARA INSCRIÇÕES E OUTRAS INFORMAÇÕES
andre.kainan@gmail.com / mahaylla1@hotmail.com

terça-feira, 21 de setembro de 2010

29ª Bienal de São Paulo




25 setembro - 12 dezembro 2010

A 29ª Bienal de São Paulo está ancorada na ideia de que é impossível separar a arte da política. Essa impossibilidade se expressa no fato de que a arte, por meios que lhes são próprios, é capaz de interromper as coordenadas sensoriais com que entendemos e habitamos o mundo, inserindo nele temas e atitudes que ali não cabiam e tornando-o, assim, diferente e mais largo.

A eleição desse princípio organizador do projeto curatorial se justifica por duas principais razões. Em primeiro lugar, por viver-se em um mundo de conflitos diversos, onde paradigmas de sociabilidade são o tempo inteiro questionados, e no qual a arte se afirma como meio privilegiado de apreensão e simultânea reinvenção da realidade. Em segundo lugar, por ter sido tão extenso esse movimento de aproximação entre arte e política nas duas últimas décadas, se faz necessário, novamente, destacar a singularidade da primeira em relação à segunda, por vezes confundidas ao ponto da indistinção.

É nesse sentido que o título dado à exposição, “Há sempre um copo de mar para um homem navegar" – verso do poeta Jorge de Lima tomado emprestado de sua obra maior, Invenção de Orfeu (1952) –, sintetiza o que se busca com a próxima edição da Bienal de São Paulo: afirmar que a dimensão utópica da arte está contida nela mesma, e não no que está fora ou além dela. É nesse “copo de mar” – ou nesse infinito próximo que os artistas teimam em produzir – que, de fato, está a potência de seguir adiante, a despeito de tudo o mais; a potência de seguir adiante, como diz o poeta, “mesmo sem naus e sem rumos / mesmo sem vagas e areias”.

Por ser um espaço de reverberação desse compromisso em muitas de suas formas, a mostra vai pôr seus visitantes em contato com maneiras de pensar e habitar o mundo para além dos consensos que o organizam e que o tornam ainda lugar pequeno, onde nem tudo ou todos cabem. Vai pôr seus visitantes em contato com a política da arte.

A 29ª Bienal de São Paulo pretende ser, assim, simultaneamente, uma celebração do fazer artístico e uma afirmação de sua responsabilidade perante a vida; momento de desconcerto dos sentidos e, ao mesmo tempo, de geração de conhecimento que não se encontra em nenhuma outra parte. Pretende, por tudo isso, envolver o público na experiência sensível que a trama das obras expostas promove, e também na capacidade destas de refletir criticamente o mundo em que estão inscritas. Enfim, oferecer exemplos de como a arte tece, entranhada nela mesma, uma política.

Equipe Curatorial

Com curadoria de Moacir dos Anjos e Agnaldo Farias, a 29ª Bienal de São Paulo conta, ainda, com um grupo de curadores convidados de procedências diversas, os quais contribuem para que o projeto tenha amplitude e densidade compatível com a vocação internacional que a instituição possui desde sua origem, são eles: Fernando Alvim (Angola), Rina Carvajal (Venezuela / Estados Unidos), Yuko Hasegawa (Japão), Sarat Maharaj (África do Sul / Reino Unido) e Chus Martinez (Espanha).

O Lugar e o Tempo da Mostra

A exposição contará com cerca de 160 artistas de diversas partes do mundo, sem tomar a origem territorial como valor de seleção. Nesse sentido, reafirma-se a abolição das chamadas representações nacionais, traço característico da Bienal de São Paulo até poucos anos, mas que não mais traduz a complexa rede de migrações e de trânsitos que marca a vida contemporânea. É importante para a 29ª Bienal de São Paulo, porém, enfatizar o lugar e o tempo a partir dos quais ela é organizada: desde o Brasil e desde um momento de rápida reorganização geopolítica do mundo.

Bienal Estendida

O projeto aqui anunciado não se esgota na apresentação de um conjunto articulado de obras, embora este seja, é evidente, seu núcleo e seu lugar de destaque. Tampouco se comprime apenas nas datas em que a exposição estará aberta. A 29ª Bienal de São Paulo se estenderá a várias outras partes, e começa desde agora. Por meio de seu programa educativo, de atividades discursivas, de residências artísticas e de seu website, ela se afigura como um projeto múltiplo que aposta na arte como forma de conhecer e mudar o mundo de uma maneira única.

Lista Oficial dos Artistas das 29ª Bienal de São Paulo

Calendário

20 de setembro de 2010
9 às 17h - Pré-abertura para imprensa

21 de setembro de 2010
9 às 17h - Imprensa
19h - Pré-abertura para convidados

22 a 24 de setembro de 2010
19h - Abertura para convidados

22 e 23 de setembro de 2010
Manhã e tarde - Professores (Programa Educativo)

25 de setembro de 2010
10h - Abertura ao público

12 de dezembro de 2010
Encerramento

Horários de funcionamento
De 2ª a 4ª feira: das 9 às 19h.
5ª e 6ª feira: das 9 às 22h.
Sábado e domingo: das 9 às 19h.

Entrada gratuíta

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

LOS 24 ESCALONES Y JOAN MIRÓ



LOS 24 ESCALONES Y JOAN MIRÓ


Sob curadoria de Jorge Díez, a mostra “Los 24 escalones y Joan Miró” reúne relevantes peças do grande mestre catalão e as obras de cinco jovens artistas espanhóis contemporâneos, que conceberam trabalhos especialmente para a exposição, gerando diálogos inesperados.

A exposição apresenta cerca de 18 obras de Joan Miró, entre pinturas, litografias, esculturas e até mesmo um filme e um livro. Dialogando com o universo estão trabalhos de cinco jovens artistas espanhóis – Javier Arce, Raúl Belinchón, Diana Larrea, Abigail Lazkoz e Juan López – que tiveram oportunidade de mergulhar na obra de Miró e buscar inspiração para seus próprios trabalhos.

Os jovens foram estimulados a criar peças específicas inspiradas no trabalho do mestre. Para isso, tiveram a oportunidade de realizar um minucioso passeio pelos diferentes espaços da Fundação Miró de Barcelona, locais que normalmente não são expostos aos visitantes. O resultado é bem variado: uma série de murais, instalações, desenhos e fotografias, criados especialmente para a mostra.

“Los 24 escalones Y Joan Miró” retoma um projeto concebido pelo próprio artista. Ao criar a Fundação Miró de Barcelona, em 1975, Joan Miró declarou que seu propósito era que o local se transformasse em centro dinamizador da cultura e promotor de novas tendências nas artes, um lugar que permanecesse atento e aberto ao pulsar de novas propostas artísticas. Foi assim que surgiu o conceituado Espai 13, herdeiro do legendário Espai 10 (1977-1987), um laboratório de investigação e experimentação onde são acolhidas as propostas mais inovadoras e arriscadas.

O MUNDO MÁGICO DE ESCHER



Exposição interativa exibirá o melhor de Escher

DISTRITO FEDERAL, Brasília - Reunindo 95 obras, incluindo todas as mais importantes produzidas pelo mestre da ilusão de ótica e dos paradoxos, a mostra O mundo mágico de Escher estréia no CCBB de Brasília e circulará pelo eixo Rio – São Paulo

No dia 12 de outubro, quando completa 10 anos de existência, o Centro Cultural do Banco do Brasil (CCBB) de Brasília receberá a mais completa exposição já realizada no Brasil dedicada ao artista gráfico holandês Maurits Cornelis Escher (1898 – 1972). A mostra O mundo mágico de Escher reunirá 95 obras, entre gravuras originais, desenhos e fac-símiles, incluindo todos os trabalhos mais conhecidos do artista, suas obras mais enigmáticas. O acervo -- da coleção do Haags Gemeentemuseum, que mantém o Museu Escher, na cidade de Den Haag, na Holanda – estará distribuído entre as Galerias I e II do CCBB. Na sala Multiuso estarão experiências interativas que exemplificam os princípios aplicados nas obras e, nos jardins e no hall central, de intervenções óticas.


Cascata
A exposição permitirá que o público passe por uma série de experiências que desvendam os efeitos óticos e de espelhamento que o Escher utilizava em seus trabalhos: como olhar por uma janela de uma casa e ver tudo em ordem e, em seguida, ver tudo flutuando por outra janela, ou, ainda, assistir a um filme em 3D que possibilitará um divertido passeio por dentro das obras do artista gráfico. A expografia apresentará animações de algumas de suas gravuras. A mostra marcará as comemorações pelo 10° aniversário do CCBB Brasília e ficará montada por lá até dia 26 de dezembro, quando percorrerá os demais centros culturais do Rio de Janeiro e São Paulo.

Reunir tantos trabalhos do artista não foi fácil e, provavelmente, essa será a única oportunidade de apreciar tantas obras reunidas fora do museu. “As obras do Escher são muito raras e muito procuradas para exposições. Só existem três coleções no mundo. As gravuras são muito frágeis e o Haags Gemeentemuseum, que emprestou as obras originais, depois desta exposição, não poderá exibi-las por mais de quatro anos”, diz Pieter Tjabbes, curador da mostra coordenada pela Art Unlimited.

Sobre a obra
Escher ficou mundialmente famoso por representar construções impossíveis, preenchimento regular do plano, explorações do infinito e as metamorfoses - padrões geométricos entrecruzados que se transformam gradualmente para formas completamente diferentes. Sua capacidade de gerar imagens com impressionantes efeitos de ilusões de óptica, com notável qualidade técnica e estética, respeitando as regras geométricas do desenho e da perspectiva, é uma de suas principais contribuições para as artes.

“Ele sempre fez questão de ressaltar que se considerava um artista gráfico. O questionamento de alguns críticos sobre sua obra ser ou não arte, para ele, era irrelevante. Escher era um gravador e desenhista com muito talento e muitos artistas já se inspiraram em suas obras ou temas”, ressalta o curador.


Dia e Noite
Foi depois de uma incursão à Espanha, onde teve contato com mosaicos mouros, que ele começou a desenvolver trabalhos se utilizando do preenchimento regular do plano. Escher achou muito interessante as formas como cada figura se entrelaçava a outra e se repetia, formando belos padrões geométricos. A partir de uma malha de polígonos, regulares ou não, Escher fazia mudanças, mas sem alterar a área do polígono original. Assim surgiam figuras de homens, peixes, aves, lagartos, todos envolvidos de tal forma que nenhum poderia mais se mexer. Tudo representado num plano bidimensional.

Destacam-se também os trabalhos do artista que exploram o espaço. Escher brincava com o fato de ter que representar o espaço, que é tridimensional, num plano bidimensional, como a folha de papel. Com isto ele criava figuras impossíveis, representações distorcidas, paradoxos.

“Escher utilizava princípios da matemática sem ser rígido na sua aplicação. Ele seria mais um matemático amador, que aplicava certos efeitos quase intuitivamente. Obras que mostram situações que parecem normais, mas com uma observação mais atenta comprovam ser impossíveis, são baseadas em modelos matemáticos, como a cinta de Möbius ou o triangulo de Penrose”, explica Pieter. Belvedere (1958), Subir e descer (1960) e Cascata (1961) são exemplos dessa aplicação.

Sobre as instalações interativas
Tudo na exposição foi pensado para que o público, de uma forma lúdica, atente para as dimensões visuais criadas por Escher. Um quebra-cabeça gigante, por exemplo, mostrará como ele se utilizava de imagens geométricas ou figurativas, unindo-as umas as outras, para criar gravuras que remetem ao infinito, comum em obras como em Menor e Menor (1956), o clássico Dia e Noite (1938) e Metamorphosis II (1940).

Assim como Escher adorava brincar com a percepção imediata das pessoas, apresentando um mundo dos sonhos, onde não existem direções certas, em cima ou embaixo (Outro mundo,1947 e Relatividade, 1953), a mostra também recriará essa sensação se utilizando de alguns efeitos, como o de uma imagem plotada no chão que se completa no espelho curvado, numa divertida mistura das três dimensões. "Adoramos o caos porque sentimos amor em produzir ordem", dizia o artista.

Exposição: O mundo mágico de Escher
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 21h
Data: do dia 12 de outubro a 26 de dezembro
Abertura para convidados: 11 de outubro
Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
Sala multiuso, Galeria, vão central e jardins
SCES, Trecho 02, lote 22 - Brasília (DF)
Tel: (61) 3310-7087
ccbbdf@bb.com.br
Entrada franca

domingo, 5 de setembro de 2010

THE CRANBERRIES



The Cranberries é uma banda irlandesa formada em 1989. Apesar de ser largamente associada com o rock alternativo, o som da banda também incorpora elementos do indie, indie pop, rock, punk, folk irlandês e pop rock. Os músicos, liderados pela vocalista Dolores ORiordan, alcançaram fama internacional na década de 1990 com seu álbum de estréia, Everybody Else Is Doing It, So Why Cant We?, que se tornou um grande sucesso comercial e vendeu mais de cinco milhões de cópias nos Estados Unidos. Com mais de 40 milhões de álbuns vendidos no mundo inteiro, o grupo foi uma das bandas rock mais bem sucedidas dos anos 90. A banda, que tem várias músicas presentes em trilhas sonoras de filmes e novelas, alcançou quatro álbuns top 20 na Billboard 200 (Everybody Else Is Doing It, So Why Cant We?; No Need To Argue; To the Faithful Departed and Bury the Hatchet) e oito top 20 singles na Modern Rock Tracks (Linger, Dreams, Zombie, Ode to My Family, Ridiculous Thoughts, Salvation, Free To Decide and Promises).

Data: 19 de outubro de 2010
Local: Ginásio Nilson Nelson
Horário: 21h

Ingressos (1º lote - Sujeito a alteração sem aviso prévio):

- Pista: R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia)
- Pista Premium: 260,00 (inteira) e R$ 130,00 (meia)

Pontos de Venda:

- Lojas Mormaii (Conjunto Nacional, Pátio Brasil, Pontão Lago Sul, Terraço Shopping e Brasília Shopping);
- Central de Ingressos: Piso G1 do Brasília Shopping
- Internet: www.livepass.com.br

Informações: (61) 3364-0000.

Evento não recomendado para menores de 16 anos.

DJAVAN


Djavan está lançando seu 19º disco, "Ária". Pela primeira vez, o cantor e compositor alagoano grava um CD apenas como intérprete, cantando canções escolhidas no vasto cancioneiro popular brasileiro. Neste trabalho o artista revela as canções que compõem a sua memória afetiva e que o influenciaram.
No palco, Djavan (voz e violão) é acompanhado pela super banda formada por Torcuato Mariano (guitarra), André Vasconcellos (baixo acústico) e Marcos Suzano (percussão).

- Data: 09 de outubro de 2010
- Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães - Auditório Máster

- Ingressos (1º lote – Sujeito a alteração sem aviso prévio):
VIP FAN - R$ 480 (inteira) e R$ 240 (meia) - (Apenas 72 lugares nas 4 primeiras filas centrais do local e ainda ganha o novo CD do Djavan, Ária)
VIP - R$ 320 (inteira) e R$ 160 (meia)
Especial - R$ 200 (inteira) e R$ 100 (meia)
Especial Superior - R$ 140 (inteira) e R$ 70 (meia)
*Vendas somente em dinheiro.

Ponto de venda: As vendas se iniciam dia 08 de setembro de 2010.
Mais informações: (61) 9696-7213 ou acesse www.agenciaflap.com.br/djavanembrasilia

Benefício exclusivo: Desconto de 60% válido aos 200 primeiros assinantes na compra do ingresso inteiro de qualquer setor*.

*Após atingir essa quantidade de 200 ingressos vendidos o desconto será de 50% na compra do ingresso inteiro de qualquer setor.

LAURYN HILL



Rainha do hip-hop e sensação internacional do soul, Lauryn Hill é uma artista que influencia milhões de pessoas como cantora, compositora, rapper, produtora e atriz.Nascida em South Orange, New Jersey, Hill rapidamente tornou-se uma das mais brilhantes vocalistas da história enquanto participava do trio musical The Fugees, com músicas como Killing Me Softly His Song, solidificando sua aclamação mundial como cantora. Hill entrou para a história: foi a primeira mulher a levar 5 prêmios em um único ano na premiação do Grammy, o Oscar da música. Melhor disco do ano, melhor artista, melhor vocal feminino de Rhythm and Blues, melhor música de Rhythm and Blues (Doo Wop) e melhor disco de Rhythm and Blues.

Data: 12 de setembro de 2010
Local: Iate Clube de Brasília - Setor de Clubes Norte
Horário: 19h

Ingressos (1º lote - Sujeito a alteração sem aviso prévio):

- Pista: R$ 140,00 (inteira) e R$ 70,00 (meia)
- Pista Premium: 240,00 (inteira) e R$ 120,00 (meia)

Pontos de Venda:

- Lojas Mormaii (Conjunto Nacional, Pátio Brasil, Pontão Lago Sul, Terraço Shopping e Brasília Shopping);
- Central de Ingressos: Piso G1 do Brasília Shopping
- Internet: www.livepass.com.br

Informações:
(61) 3364-0000

Evento não recomendado para menores de 16 anos.

STOMP




O ESPETÁCULO STOMP, que após 15 anos de sucesso volta ao Brasil para mostrar seu universos cheio de ritmo e efeitos visuais.
Sucesso mundial, o STOMP traz novidades, com alguns quadros do show repaginados e a inclusão de duas novas coreografias que utilizam acessórios como pneu de trator, latas de tinta e câmara de pneu. “Nossos novos artistas conseguem tocar em qualquer coisa que a gente consiga colocar a mão e que faça barulho”, comenta Cresswell. As vassouras se tornaram uma “orquestra de varrer”, o abrir e fechar dos isqueiros Zippo criaram uma “fuga inflamada” e as pancadas e estalos dos mastros de madeira são similares a explosões. STOMP usa tudo, menos instrumentos de percussão – latas de lixo, caixas de chá, sacos plásticos, desentupidores de pia, botas e calotas automotivas são os instrumentos da companhia. Eles enchem o palco com um ritmo forte e contagiante.


Data: 10 a 12 de setembro de 2010
Horário: 21h30, 16h e 20h.
Local: Teatro Nacional – Sala Villa-Lobos

Ingressos (1º lote - sujeitos a alteração sem aviso prévio):
- 10/09 às 21h30 – R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia)
- 11/09 às 21h30 – R$ 240,00 (inteira) e R$ 120,00 (meia)
- 12/09 às 16h – R$ 160,00 (inteira) e R$ 80,00 (meia)
- 12/09 às 20h – R$ 200,00 (inteira) e R$ 100,00 (meia)

Pontos de venda:
- Fnac ParkShopping (sem taxa de conveniência)
- www.ingressorapido.com.br ou 61 4003-1212 (sujeito a taxa de conveniência)

Classificação indicativa: Livre
Informações: 61 8432-3661

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

ESPETÁCULO TEATRAL: DESAVERGONHADA!



O Teatro SESC Paulo Autran tem o prazer de convidá-los para o espetáculo teatral "DESAVERGONHADA!"(Itália)

Dia 01/09
Horário: 20:00
Entrada: FRANCA

Sinopse:
Desavergonhada! é uma peça sobre os conflitos que violentam a vida das mulheres ao serem forçadas a se adaptar à condição de subalternas, contra a vontade incontrolável e explosiva de rebelião. A atriz e dramaturga Anita Mosca expõe o delírio de vozes que alimentam a memória das mulheres, utilizando diversas línguas e dialetos, do napolitano ao árabe, dentre outras. Anita Mosca é fundadora e integrante do grupo Alqantara, cujo objetivo é a divulgação e promoção da cultura árabe, com especial atenção para a Palestina. Sahar Khalifeh é considerada a principal romancista palestina, amplamente elogiada por ter sido a primeira escritora feminista de seu país, e por seu estilo sensível, econômico e lúcido.

Livre adaptação do homônimo romance di Sahar Khalifah
Direção, dramaturgia e atuação: Anita Mosca
Participação especial: Denilson Silva
Supervisão do projeto musical: BkBostik
Obras de pintura: Ciro Di Matteo
Figurino: Isabella Starace
Iluminação: Ciro di Matteo
Duração: 60 min
Classificação etária: 14 anos

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Encontro REMIC-DF


A Rede de Educadores em Museus e Instituições Culturais do Distrito Federal – REMIC-DF, surgiu em 2008, a partir de experiências bem sucedidas como a Rede de Educadores em Museus do Rio de Janeiro – REM, com o propósito de integrar os profissionais que atuam junto a projetos de cunho educativo e/ou patrimonial em museus e instituições culturais de Brasília e do entorno.



Convictos de que a educação é o mais eficiente recurso no enfrentamento dos problemas e desafios gerados pela sociedade contemporânea globalizada, a REMIC-DF se propõe a ser mais um instrumento de integração e desenvolvimento dos profissionais e ações educativas realizadas nos espaços de educação não formal. Entre suas atividades, a REMIC-DF realiza encontros mensais com o objetivo de congregar, discutir e refletir sobre as práticas educativas e/ou patrimoniais em Museus e Instituições Culturais no Distrito Federal e região do Entorno.



É com esse intuito que a REMIC-DF convida estudantes, mediadores, educadores, técnicos e demais profissionais de Museus e Instituições Culturais para seu 13º Encontro a ser realizado no dia 31 de Agosto (terça-feira) no Teatro de Bolso do Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul), às 9hs.



Neste encontro, ouviremos a arte/educadora Andiara Ruas Simão numa palestra/atividade sobre o tema "Relato de Experiência do Projeto Programa Educativo na Exposição Cândido Portinari em Obras”, realizado na Galeria de Arte do Banco Central do Brasil em Brasília de 18 de agosto de 2009 a 27 de junho de 2010. Na ocasião, os mediadores Alice Lara, Maryella Sobrinho e João Guilherme Bastos a auxiliarão na palestra/atividade. Encerrando o 13º Encontro, debateremos sobre o tema abordado.



Também divulgaremos a continuidade da nossa agenda para 2010, a política para recebimento do certificado de participação e renovação do cadastro de membros da Rede.



Maiores informações: remicdf@gmail.com / http://remic-df.blogspot.com



RESUMO

Local: Teatro de Bolso – Espaço Cultural Renato Russo (508 Sul)

Data: 31 de Agosto de 2010

Horário: 9 horas

Público alvo: guias turísticos, professores, estudantes, mediadores, educadores, técnicos e demais profissionais de Museus e Instituições Culturais e público interessado.



Atenciosamente,



Conselho Gestor REMIC-DF

----------------------------

Rede de Educadores em Museus e Instituições Culturais do Distrito Federal

http://remic-df.blogspot.com

Cloning Stones fazem show no Uk Brasil nesta quinta


Depois de um breve descando para recarregar as baterias, os Cloning
Stones estão de volta com carga total. A banda brasiliense se
apresenta nesta quinta-feira (26/08), a partir das 22h, no UK Brasil
Pub, na 411 Sul.

No show, o grupo executará um repertório renovado composto por
grandes sucessos que cobrem as quase cinco décadas de carreira dos
Rolling Stones.

Com formação renovada, contando agora com o baterista Fábio
Bernardo (Los Tranquilos), os Clonings prometem realizar uma
apresentação vigorosa com músicas que revelam a versatilidade
musical dos Stones originais.

Rock´n roll, blues-rock, country e soul são alguns dos gêneros que
poderão ser ouvidos por quem for assistir ao espetáculo, que reviverá
belas e empolgantes canções como Satisfaction, Jumpin´ Jack Flash,
Wild Horses, Honky Tonk Women, Love Strong entre outras.

Os Cloning Stones são: Diogo Mutti e Doca (guitarras), Alan Pinho
(baixo) Luiz Rabelo (voz ) e Fábio Bernardo (bateria).

------------

Serviço

Show da banda Cloning Stones com sucessos das quase cinco
décadas de carreira dos Rolling Stones. Quinta-feira (26/08), a
partir das 22h, no UK Brasil Pub (411 Sul). Entrada: R$ 10 (meia).
Classificação indicativa: 18 anos. Reservas: (61) 3346-5214

Crédito das fotos: Beto Monteiro
E-mail: cloningstones@gmail.com
Saiba mais sobre a banda acessando:www.cloningstones.net

-------------

Informações adicionais sobre a banda

Os Cloning Stones surgiram em 2006, idealizados pelos amigos
stonemaníacos Luiz Rabelo e Fernando Banhos. Repleta de conjuntos
cover dos Beatles e de outros grupos consagrados do rock, Brasília há
tempos carecia de uma banda exclusivamente dedicada ao fascinante
e estranho mundo de Jagger-Richards.

A primeira formação dos Cloning derivou-se de um outro grupo
musical, o Mandruvah, que se dedicava a tocar canções consagradas
de blues e rock´n roll. Depois de ter várias formações, os Clones se
firmaram com configuração atual, que conta com experientes músicos
da cidade.

O grupo tem realizado uma série de apresentações de sucesso
em casas noturnas de renome em Brasília e outras cidades. Seu
repertório é composto por canções que varrem toda a longa e
aclamada carreira dos Rolling Stones, passando pelas fases blues,
rock, country e soul do conjunto inglês.

Embora se denominem "Clones" dos Stones, os músicos brasilienses
não têm pretensão de ser uma versão caricata dos roqueiros ingleses.
Diferentemente, a banda procura fazer releituras das canções
stoneanas, dando-lhes uma roupagem moderna, mas nem por isso
distante da sonoridade original.

As apresentações do grupo sempre tiveram ótima repercussão de
crítica e público, com a banda lotando os locais onde tem tocado.
No repertório, sucessos que fazem a cabeça de pelo menos quatro
gerações de fãs.

--
Alan Pinho
Refinaria Estúdios
55 61 32014994::78169332::104*3594
www.refinariaestudios.com.br

terça-feira, 24 de agosto de 2010

ARQUEOLOGIA DO CINEMA DE ANIMAÇÃO

ESPETÁCULO ILHAR NO CENA CONTEMPORÂNEA



Espetáculo ILHAR

Local: Teatro Mosaico

Dia e hora: 25 a 27/08 às 19h.

Sinopse da peça: A espera da chuva guarda memória. Dois personagens a caminho da transformação a partir do encontro, um com experiências ásperas e o outro com inocência e coragem que o tempo ainda não interrompeu. A dramaturgia foi tecida tendo como foco o resgate da identidade brasileira, a partir do Nordeste.

Produção e realização: Michelly Scanzi
Direção, concepção e dramaturgia: Paulo Russo
Elenco: Verônica Moreno e Wanderson Barros
Iluminação: Diego Bresani
Operador de Luz: Gilson Cezzar
Figurino: Cyntia Carla
Cenografia: Adriano e Fernando Guimarães
Duração: 75 min

Classificação indicativa: 10 anos

CENA CONTEMPORÂNEA






O Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília chega à edição de 2010 apostando na inventividade. A programação inclui espetáculos que expressam o nosso desejo de refletir sobre o conturbado panorama mundial, ao reunir artistas da Espanha, Sérvia, Israel, Colômbia, Cuba, Suíça, Itália e Brasil, alguns deles vivendo um cotidiano de violência, guerras e conflitos decorrentes da situação geopolítica global. Reflexões sobre o exílio, a tortura, a solidão, a violência e a guerra, mas também sobre o amor, a solidariedade e a possibilidade de um mundo melhor.

O Cena Contemporânea estará mais uma vez ocupando os principais teatros de Brasília, as ruas, praças e espaços públicos da cidade e após os espetáculos, o público e os artistas têm encontro marcado na Praça do Museu Nacional da República, onde acontecerão os shows, performances e festas.

O festival ocorrerá de 24 de agosto a 5 de setembro.

Conferir programação e mais informações sobre o festival no site: http://www.cenacontemporanea.com.br.