segunda-feira, 20 de setembro de 2010

LOS 24 ESCALONES Y JOAN MIRÓ


Sob curadoria de Jorge Díez, a mostra “Los 24 escalones y Joan Miró” reúne relevantes peças do grande mestre catalão e as obras de cinco jovens artistas espanhóis contemporâneos, que conceberam trabalhos especialmente para a exposição, gerando diálogos inesperados.

A exposição apresenta cerca de 18 obras de Joan Miró, entre pinturas, litografias, esculturas e até mesmo um filme e um livro. Dialogando com o universo estão trabalhos de cinco jovens artistas espanhóis – Javier Arce, Raúl Belinchón, Diana Larrea, Abigail Lazkoz e Juan López – que tiveram oportunidade de mergulhar na obra de Miró e buscar inspiração para seus próprios trabalhos.

Os jovens foram estimulados a criar peças específicas inspiradas no trabalho do mestre. Para isso, tiveram a oportunidade de realizar um minucioso passeio pelos diferentes espaços da Fundação Miró de Barcelona, locais que normalmente não são expostos aos visitantes. O resultado é bem variado: uma série de murais, instalações, desenhos e fotografias, criados especialmente para a mostra.

“Los 24 escalones Y Joan Miró” retoma um projeto concebido pelo próprio artista. Ao criar a Fundação Miró de Barcelona, em 1975, Joan Miró declarou que seu propósito era que o local se transformasse em centro dinamizador da cultura e promotor de novas tendências nas artes, um lugar que permanecesse atento e aberto ao pulsar de novas propostas artísticas. Foi assim que surgiu o conceituado Espai 13, herdeiro do legendário Espai 10 (1977-1987), um laboratório de investigação e experimentação onde são acolhidas as propostas mais inovadoras e arriscadas.

3 comentários:

  1. AMEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE

    ResponderExcluir
  2. o que ele quer dizer com essa obra

    ResponderExcluir
  3. qual o nome desssa obra?

    ResponderExcluir